Money (That’s What I Want)

Os Beatles andam bombando para todos os lados. Inclusive nas campanhas publicitárias. Atualmente, temos dois comerciais no ar usando temas desse universo. O primeiro é do Banco Itaú, usando Imagine de John Lennon.  

E o segundo o Blackberry, com All You Need is Love.

Não sou muito a favor de usar Beatles em publicidade, ainda mais quando distorce o sentido original da música. Lá fora, isso já deu um problema danado para Yoko e Sean Lennon quando John foi usado em um comercial da Citroen.

Mas se olharmos por outra ótica, não estariamos sendo fundamentalistas demais? Afinal, o que nos incomoda é uma espécie de agressão ao sagrado. Como no caso das imagens religiosas que jamais podem ser usadas em desfiles carnavalescos.

Bem, é uma longa discussão. Deixo o espaço aberto dos comentários para sua opinião.

Veja outras campanhas publicitárias que já usaram temas Beatles.

Por João Resende

29 Respostas para “Money (That’s What I Want)

  1. Concordo plenamente que seja uma “agressão ao sagrado”, não é legal:/

  2. Eu achei a propaganda linda, todas aquelas pessoas cantando Imagine, claro que é equivocado, mas não vai deixar de ser Imagine.
    O banco que usou, se equivoca porque os ideais da música são bem diferentes dos seus ideais, capitalismo x socialismo.
    Mas eu não me irritei, pelo contrário, achei uma bela homenagem a música, pela escolha, e por ser legal ouvir Imagine, não pensei no contexto que ela estava envolvida na propaganda, e sim a beleza que foi retratada.
    É sempre bom ver algo a ver com Beatles em qualquer lugar, desde que seja para o bem.

  3. Imagine num comercial de um banco? Ops.. John Lennon não ia gostar nadinha disso!
    Aposto que ele está se revirando no caixão agora.

    E o que fizeram com a música All you need is love? Ficou estranha. Só ficou legal depois que se acostuma. Prefiro a original.

    Não gostei, beijos.

  4. Eu concordo que Imagine e banco nao tem muito a ver, mas a propaganda ficou muito bonita..

    quanto a versao de All You Need is Love, eu gostei, achei bem divertida…

  5. Se fossem músicas de fundo, na versão original…tudo bem, mas essas mudanças não são legais. O único lado bom é que aproxima as pessoas dos Beatles, até pessoas que não conhecem muito tem a chance de ouvir mais e conhecer, isso é bom

  6. tudo fora de contexto, é o que eu penso, achei bonito ver a galera reunida cantando Imagine, mas eu fiquei imaginando em outra situação, algo com uma msg mais social, sacas?e não uma parada de banco, que me faz ter espasmos. E o da Blackberry eu concordo com a Vitória “E o que fizeram com a música All you need is love? Ficou estranha. Só ficou legal depois que se acostuma.”

  7. Quer mais?

    procure a propaganda da Taco com a melodia de “Drive my Car” e a do Fiat 500 com “Ob La Di Ob La Da”

    Depois que o Michael Jackson morreu, Beatles tá na mídia legal!

  8. Me incomodou pra caramba. A escolha de Imagine só ressalta a ironia da história toda, afinal, trata-se de um banco, né? Cheque especial com limite de crédito 3 vezes maior que o seu salário e tals… Nem é purismo não, da propaganda da Taco eu até gostei.

  9. Vocês deviam reclamar de algo mais importante, como o fato de ter uma estátua do John em Cuba, por encomenda do Fidel.

  10. Eu amei a propaganda do Itaú, queria muito estar ali no meio cantando também! Gosto muito quando usam músicas dos Beatles em propagandas legais, pois isso ajuda a Beatlemania a continuar sempre viva, cada vez mais se tornando imortal.
    Quanto à distorcer o sentido original da música, acho natural. Eu costumo dizer que algumas músicas dos Beatles são estilo “Self-Service”, pois cada um de nós atribuimos nosso próprio sentido a elas. O John mesmo já disse que fez algumas músicas sem muito sentido, apenas juntando palavras, para que as pessoas quebrassem a cabeça tentando decifrá-las (é o que aconteceu na Happiness Is A Warm Gun). Assim como a própria Drive My Car, que o sentido real dela não tem nada a ver carro!

  11. Na boa… Eu fico tremendamente orgulhosa quando vejo Beatles sendo a trilha sonora de propagandas.
    Aliás, também tem a propaganda do Hugo Boss, com Drive My Car.

  12. prefiro a versão do blackberry q a dos beatles do all u need is love.

    é sempre correto e dane-se

  13. Sinceramente, não vejo problema nenhum. Todas as pessoas, que têm cultura pelo menos, sabem o propósito das músicas e entendem a mensagem que elas passam.. afinal, é só comercial, é só pra impressionar as pessoas, e que ficou lindo, ficou! principalmente a do Itaú !

  14. afinal, qual é o problema?
    eu não vejo nenhum.
    aliás, as propagandas com músicas dos Beatles são sempre as melhores..

  15. Eu Não gostava, mas eu vejo que é uma maneira de talvez levar os Beatles a uma geração diferente, claro que são muito conhecidos até hj mas não vamos esquecer que há uma grande parte alienada de tudo isso, mudei quando minha prima de 10 anos me perguntou que musica era aquela que tocava na propraganda. Achei o máximo ver ela se interessar por boa musica, e talvez essa seja a unica vantagem das musicas nos comerciais .

  16. eu gostei porque a tv fica ligada no canal financeiro aqui no trabalho e vira e mexe passa a propaganda e eu ouço um tiquinho de john lennon enquanto trabalho hahahaha =P

  17. Acho que o caso da Yoko foi um tanto mais… Capitalista do que essas propagandas.

  18. Eu adoro escutar Beatles, em qualquer lugar… tá certo que eles corromperam a idéia da música, mas é lindo ver tantas pessoas cantando Imagine assim…

  19. É bem notório que Beatles representa o sagrado de muita gente por aí, inclusive o meu. Não acho que não devam usar as músicas dos Beatles, mas usá-las nas propagandas é transformar o significado. Isso é desrespeito com os fãs.

  20. Meus filhos de 9 e 5 anos já sabem quem são os “Bítous”, começaram a ouvir ainda na barriga. A maiorzinha disse quando viu a propaganda “olhaí, mãe, aonde tá tocando ‘aquela’ música…”

  21. E nem acho que é desrespeito com as fãs… só penso que é “nada a ver” a escolha da música Imagine para esse tipo de produto. Outra música qualquer de John ou Beatles no caso do banco talvez não soasse tão… hipócrita.

  22. Ah cara, concordo com a Jacqueline. Não desrespeita os fãs. E como outras pessoas até falaram, leva os beatles às novas gerações, e isso é bom, right? Agora.. o fato de terem feito a associação: John + capital, this is not right!

  23. Giselle Cyrilo (@giza_c)

    Concordo plenamente com o raciocinio de que abominar música dos Beatles em propaganda seja fundamentalismo, e fundamentalismo nunca é legal, porque impede que a gente possa entender as coisas sob outras perspectivas, engessa o pensamento.
    Eu sou como os filhos da Jacqueline, meu gosto pelo Fab four foi herdado e eu sempre vejo o uso das músicas como uma deferência: se a escolheram é pq ela é boa.
    Alias, Coco Chanel (que sabia que o que fazia era MUITO BOM) sempre dizia isso: que a menção, as variaveis formas de “copia”, as inspirações são sempre uma homenagem, um reconhecimento.
    Como fã, muito ao contrario de me sentir desrespeitada, acho extremamente legal ouvir uma musica dos Beatles em um comercial.
    e eu acho que desvirtuar sentido é uma coisa que non ecxiste em música: musica e conversa com alma e cada uma dá a ela um sentido.
    All you need is Love, pra mim, sempre vai ser All you need is Love, sempre vai dizer oq ela quis dizer PRA MIM e azar do que o publicitário da propaganda da Credecard pensou quando escolheu a musica, eu so adoro ouvi-la inadvertidamente entre um bloco e outro dos meus programas.😉

  24. acho interessante unir Beatles a publicidade, mas concordo contigo que quando distorce o significado da música ou até contraria (como é o caso da do Itaú), não é legal.

    publicitários deveriam usar e abusar de Beatles, mas procurar manter assuntos que envolvem dinheiro, capitalismo, consumismo longe deles.

  25. aliás, nessa propaganda do Blackberry, como muitas outras, a mensagem que ela passa não tem porra nenhuma a ver com o que tá anunciando. “do what you love – Blackberry”, ahn? é vendido demais, cara.

  26. Acho horrível isso. Hoje em dia os Beatles representam um negócio somente comercial para maioria das pessoas. E agora já ta virando moda botar músicas dos Beatles em comerciais, mas não podemos fazer nada contra, é o capitalismo.
    A única vez que fiquei feliz em ver uma música deles nas TV essas coisas, foi no Bee Movie, onde Here Comes the Sun não apareceu pra vender um produto nem pra dizer: Música dos Beatles nesse filme, assista agora. E se encaixou perfeitamente com a cena.

  27. Tem uma funcionária que canta errado a música. No trecho:. “…world will be as one.”, a moça diz: “…this…e sei lá mais o que”, ou seja, ela enrolaaaaaaaaaaaaa, não sabe pronunciar inglês e ainda filmam essa pessoa que fez o favor de assassinar o idioma tão bem pronunciado pelo autêntico britânico John Lennon.

    Espero que essa propaganda não seja exibida no exterior. Vamos acabar sendo taxados de burros por não sabermos interpretar o sentido real da música e nem sequer sabermos inglês corretamente. Lamentável.

  28. essa musica é linda e quem nao gostou pq estão esse site?parabéns pela propaganda

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s