John, isso está bom?

Da entrevista que Paul MccCartney deu ao jornal Daily Record , muita gente ficou espantado com a declaração dele de que hoje talvez os Beatles pudessem se reunir. Mas o Beatles Examiner prestou atenção em outra frase que, sinceramente, é bem mais marcante.

“Hoje, se eu escrevo uma música, estou sempre checando na minha mente, ‘Será que o John deixaria eu escrever este verso ou é muito sem graça? Às vezes, eu até penso, foi mal (John), mas a música é minha. Mas eu sempre estou checando com ele na minha mente.”

Bonito pensar que a parceria Lennon-McCartney ainda existe, mesmo que seja em sentimento e espírito. Mas estranho ver também que Paul ainda guarda certas lembranças pesadas como o velho e aguçado senso crítico de John. Imagina você ter composto uma música de amor melodiosa, ir dormir tranquilamente e, no meio do sonho, tem uma visão dessas?

Acordo na hora!

FONTE

Por João Resende

14 Respostas para “John, isso está bom?

  1. que lindo….=)) as vezes eu fico pensando na relação dos dois, e apesar de tudo, apesar de ter machucado um ao outro, eu ainda acho a relação de amizade mais bonita que eu já vi na vida.

    paul, você ganhou um milhão de pontos comigo.

  2. Hahahahahaha
    Eu acho tão legal, o Paul ainda pensar no John quando compoe. Isso é muito bacana. Ver como eles eram amigos de verdade, como faziam música juntos.

  3. Apesar das farpas que trocaram, é fácil perceber que Paul e John não eram apenas parceiros musical, mas grandes e verdadeiros amigos. Essa foi, certamente, uma das mais belas declarações do Paul a respeito de sua admiração e amor pelo John…

  4. Por muito tempo me doeu pensar na fragilidade da relação dos dois. Esse tipo de declaração me faz acreditar que era um amor verdadeiro e incondicional.

  5. Nossa, gente, quee lindo ele pensar no John depois de tantos anos! A amizade dos dois devia ser mesmo muito forte!

  6. Muito lindo, realmente. Cada vez mais parece John e Paul eram irmãos: machucaram um ao outro, tiveram idas e vindas… Mas continuaram amando um ao outro. Até hoje.

  7. já escrevi em algum blog ou no orkut que ver o john e o paul juntos no final dos anos 60 foi uma experiência inesquecível pra mim. eles falavam, riam, parecia que um terminava as frases do outro – uma sintonía incrível! eu, adolescente, sentava por perto em cima de algum carro ou na escada e ficava só ouvindo, me deliciando com aquelas cenas. madrugada no estacionamento dos estúdios da emi em abbey road. acho que eles jamais me notaram… por essas e outras nunca levei a sério as brigas deles: coisa de amigos que muito se amam. vocês já viram o paul chorando naquele video cantando here today? eu choro cada vez que vejo, não tem jeito!

  8. O senso crítico de John ainda é referência de qualidade para o Paul, né? Legal demais essas palavras do velho Macca.

  9. Nunca, jamais duvidei da amizade desses dois. Era o laço mais forte dentro dos Beatles, tanto que os desentendimentos entre os dois eram os mais barulhentos, mais tristes. Ninguém briga tão feio com quem não tem uma relação tão especial.

  10. Lindo :O .. Serio quase chorei aqui quando li :’) #IMissYouJohn

  11. Quase chorei também,que LINDO! Adorei,a amizade deles me emociona muito!❤

  12. Sempre que eu vejo o Paul, penso que ele sente mesmo muita falta do Lennon. E quando ele fala algo do tipo, ficou certa de que eles se amavam muito, mesmo com todos os problemas/brigas que tiveram. Sem dúvida, é uma das histórias de amizade mais bonitas e verdadeiras que esse mundo já viu. Sem o Lennon, Paul não seria quem é. Sem o McCartney, John não teria sido quem foi.

    É muito bonito poder sentir esse amor dos dois aqui dentro de mim também. Por isso os amo tanto.

    Faz muita falta ver esses dois juntos (+ o Ringo e o George, claro).
    😉

  13. ele pensa no John, pq ele sim sabia compor… #fato
    Só espero q o Paul e a Yoko não tenham interferido demais no filme sobre a vida do John…

    • Lindo o sentimento do Paul em relação ao John!Aliás, raramente , li algo negativo do Paul em relação ao John, infelizmente o inverso não é verdadeiro. Os dois foram e são gênios, porém John era muito inseguro e diante da qualidade e do imenso talento musical do Paul (#fato ) tornou -se muito ácido e rude muitas vezes.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s