Until you lose it!

Eu tenho o hábito de ficar rodando os CD’s solos que eu tenho no carro porque é assim que vou conhecendo as faixas da carreira de cada um. E volta e meia tem uma que acaba entrando no repeat. No álbum de John Lennon, Walls and Bridges (1974), foi a música What You Got, que me pegou. Para alguns, ela fica meio escondida no disco por não ter alcançado o #1 como outras que compunham o disco, como “Whatever Gets You Thru the Night” e “#9 Dream”, de quem ela foi Lado B no single.

Depois de um “Lost Weekend” que durou um ano, tendo abandonado Yoko Ono para viver ao lado de outra japonesa, May Pang, John Lennon descobre que “você não sabe o que tem até perdê-lo.” E ele comunica isso ao mundo com rock e swing bom demais!

Por João Resende

11 Respostas para “Until you lose it!

  1. “você não sabe o que tem até perdê-lo.” A mais pura dentre todas as mais puras verdades desse mundo.
    Aceitaria sim.

  2. MAY PANG É CHINESA, #FFFUUU
    Eu não perdoaria, in fact, só de pensar que o John traiu a Yoko com aquela cabaça, eu fico muito fula, porque hoje em dia, a vida da Pang é falar que o John a amou mais que tudo, escrever livros sobre ele e tal. Ela come o pão dele, além de ser chata e mau-educada. John tirou proveito da Yoko estar passando por um tempo dificil pra trair a confiança dela e isso eu achei muito errado. Porque, além de tudo, Yoko levou culpa pelo que não fez, ajudou o John nas crises depressivas dele e explorou o lado artístico que ele sempre quis mostrar.
    Não acho certo e não perdoaria. ‘-‘

    #ficoputa

  3. Claro que sim. O ser humano tem um erro que só aprendi a dar valor, quando ver que infelizmente perdeu.

  4. Mais reforça a ideia, que ele foi muito idiota por ter traido a Yoko!

  5. Não foi a Yoko que deu um tempo pro John respirar e ainda botou a Pangaré na fita dele? Pelo menos foi o que aprendi num filme no SBT…

  6. Ótima música, e que bela seleção de imagens… Johny lindo!

  7. SIM, foi a Yoko quem deu um tempo pro John. Ele estava se sentindo tolhido e ela foi corajosa em deixá-lo provar novas experiências. Como ele nunca tinha ido ao banco ou feito algo que corriqueiro como todo mortal, ela convocou a May Pang pra ajudá-lo. Foi um tempo de muita bebedeira e confusão na vida dele, mas tinha muita insegurança dele nisso, por ela estar longe (ele vivia ligando pra ela). Foi muito bom para o casal pois tirou todos os fantasmas da cabeça dele , fortalecendo a relação! Abs

  8. ah véio, essa musica é du caralho! se n for a MELHOR música solo do john PRA MIM, é com certeza do top five

  9. Convenhamos que essa história da própria esposa escolher uma amante para o marido é pra lá de bizarra, huahuahua!

    A May Pang é meio viajada mesmo, acha que foi o amor da vida do John, jura de pés juntos que a Yoko fez bruxaria para conquistá-lo de volta… eu, hein o.0

    Mas esse período que o John passou com ele teve várias coisas boas, que a Yoko jamais foi capaz de proporcionar: retomada da relação com o Julian, com o Paul, etc.

  10. Musicão! Fora que o “Walls and Bridges” é um dos grandes discos da carreira solo do John, sem dúvidas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s