A Beatlemania além do firmamento….

Well, os Mistérios de Liverpool estão de volta e é importante que eu deixe bem claro: essa coluna tem o intuito de levantar assuntos polêmicos, inacreditáveis, que contenham o universo Beatles. Quais deles eu acredito ou não, pouco importa. A intenção do blog Beatlemaníaco aqui é levar o maior número possível de informações sobre o Fab Four para os leitores, mesmo que elas sejam um tanto absurdas. Se o assunto te desagrada, visite as outras colunas do blog!

Hoje, o assunto é bem mais polêmico que o da última vez. É que nós vamos além da fronteira da vida: John e George, pos-mortem, teriam tentado se comunicar com a Terra? Parece meio descabido, mas o que já teve de gente alegando ter visto, recebido ou alguma espécie de contato com os Beatles já falecidos, não é brincadeira… Vamos dividir os “causos” por números.

CASO NÚMERO 1) Em 1986, o jornal Sunday Mirror publicou que Cynthia Lennon, a primeira mulher de John, dizia ter encontrado um jackdaw (em português, uma gralha-de-nuca-cinzenta) presa morta em velhos jornais de 1956, atrás da lareira em sua casa em Cumbria, Inglaterra. O problema é que…

 “John falou para Julian que se houvesse vida após a morte, ele provaria mandando uma pena como signo. Quando Julian viu o pássaro ele ficou chocado… Era como se John tivesse tentando entrar em contato conosco.”

FONTE

CASO NÚMERO 2) Mas a primeira vez que John Lennon teria tentando se comunicar do além aconteceu, pasmem, três dias depois de sua morte. Pelo menos é o que alega o médium Jason Leen em seu livro “Paz, afinal – As experiências pós-morte de John Lennon”, de 1984.

O livro nos conta que John teria narrado o suplício do momento de sua morte, quando ele, pairando acima do próprio corpo, teria visto o desespero de Yoko Ono. Mas o autor vai muito além e diz que John foi iniciado, após a morte, em mistérios ligados à importância da música para uma mutação que a Terra sofrerá num futuro próximo.

Conta ainda sobre o reencontro de John com sua mãe, com quem sempre teve um relacionamento conturbado em vida. Dois trechos do livro:

“Você, Lennon, estará envolvido numa nova expressão musical no plano terrestre. Porém, para obter plenos benefícios, seu povo deve primeiro conscientizar-se de sua natureza multidimensional.” – John teria recebido essa mensagem ao chegar ao além.

“Percorrendo velozmente a face da Terra testemunhei eventos futuros. O que a humanidade alcançou durante toda a história não é quase nada comparado ao salto quântico que está prestes a vivenciar. O destino da Terra é ser abraçada pelo sobrenatural.”, relata o suposto espírito de John.

FONTE

CASO NÚMERO 3) A segunda vez não ficou pra muito depois. Linda Deer Domnitz alega que John Lennon começou a conversar com ela (e conversa até hoje) quatro dias após a sua morte. Todas as conversas foram registradas em um livro “John Lennon Conversations”. Ele deixa mensagens para que George continue no movimento pela paz, mas não seja um clone dele. Que Paul invista em um novo tipo de música, baseado na bagagem que ele deixou. E John teria deixado mensagens até pro Ringo.

“Quero que você saiba que estou em paz, Ringo, e estou feliz de estar aqui. Não tenho arrependimento e animosidades com ningpem, entçao esqueça essas coisas que te afetam sobre qualquer pessoa que tenha me feito mal(…) Não há ninguém que eu ame mais que você. Você foi um constante companheiro e um amigo fiel e eu aprecio sinceramente toda sua ajuda, sua simpatia com Yoko e toda sua admiração.”

Cara, esse livro fala tanta, mas tanta coisa, que se o assunto render faço um post só pra ele. Em resumo, John conta que encontrou com sua mãe Julia, Elvis, Et’s, Jesus e até que fez sexo espiritual com Carol Lombard, artista de cinema!

Pô, tá mandando bem, hein?

FONTE

CASO NÚMERO 4) Em 2001, o caso é Brasileiro! Foi a vez do médium Clarindo Xavier, sobrinho e sucessor do famoso médium mineiro Chico Xavier, alegar ter recebido George Harrison. Ele contou ao “Jornal de Minas” que recebeu uma mensagem psicografada do ex-beatle. Na época, Paul havia dado uma declaração de que sentia que George Harrison estava o ajudando a escrever a canção “Friends to Go”.

Segundo ele, Harrison veio comunicar a todos os seus fãs que não soprou nenhuma letra de música para o Paul. 

“O George parecia muito nervoso por toda essa repercussão que a declaração do Paul deu. Minhas mãos ficaram marcadas até de tão forte que o espírito dele segurava a caneta”.

O médium disse ainda que George aprendeu a falar quando de encontrou seu velho amigo Ayrton Senna no céu.

“O Senna ensinou português pro George, eles já se conheciam desde que viviam aqui no plano inferior. Dizem até que quando o George chegou no plano superior, o Senna o recepcionou cantando Drive my car. Foi uma gafe, já que essa música foi composta pelo Paul (risos)”.

Abaixo, um trecho da carta psicografada de George….

“Jamais sopraria ou ajudaria o Paul numa composição.(…) Na verdade, quero mais é que ele se dane, ele com seus novos discos comerciais (…) Se eu fosse soprar alguma música pra ele, seria uma nova ‘Check my machine’. Se ele já gravou aquela cretinice, não duvido de mais nada. (…) Ele está se aproveitando da minha imagem pra tentar ganhar novos fãs, se eu fosse ajudar alguém a compor claro que não seria ele. Por enquanto, estou aqui no céu apenas tocando bandolim e jogando pôquer com o Jim Capaldi (…) Para quem gostava daquela banda que eu fazia parte no começo da carreira, é claro que o Lennon não está por aqui. Deus enviou a Yoko pra ele pra mostrar que havia coisa mais feia que o inferno. Quando ele chegou lá embaixo, deve ter respirado aliviado (risos)”, encerra a carta Harrison, destilando seu humor irônico britânico.

Sério, George deve estar bem zangado lá em cima, né?

FONTE

CASO NÚMERO 5) Em 2006, mais polêmica, e das grandes. Uma equipe de médiuns tentou entrar em contato com o John Lennon, ao vivo num programa de TV trasmitido em Pay-Per-View (e só custou a bagatela de US$ 10 aos assinantes). Eles já tinham feito algo parecido alguns anos antes, quando exibiram o programa “O espírito de Diana” e conseguiram mais de meio milhão de espectadores (e a princesa não compareceu!).

Eu não consegui descobrir se esse aqui é o programa em questão, mas pelo que vi esse documentário me deu uns arrepios.

Os espíritas foram a lugares relevantes da vida de John, como o apartamento no Dakota Hall, o prédio onde ele morava quando foi assassinado quase na portaria. Por fim, o programa terminava em uma sala com médiuns e simpatizantes sentados em uma sala com câmeras de infra-vermelho, para captar qualquer espírito que estivesse por ali.  Segundo eles, John acabou dando as caras, mas só pra mandar uma mensagem de paz.

“Peace Peace Peace, The message is Peace”

 Olha a página oficial do programa aqui.

Achei diversos outros casos, afinal muita gente alega ter visto o espírito de John no Dakota Hall. Mas o post já está bem grande, né? Aliás, se você chegou até aqui ou é muito curioso ou alguém lá de cima está te influenciando… Muhuahuahua! (risada maligna) Como recompensa, fica aqui o vídeo do médium Irineu Gasparetto que foi ao Jô Soares Onze e Meia, receber John Lennon e até compôr uma música!

Incrivelmente, John desaprendeu a falar inglês depois de morto!

Acredite se quiser….

Anúncios

14 Respostas para “A Beatlemania além do firmamento….

  1. Certa vez (até comentei isso numa comunidade do orkut) sonhei que estava numa festa, e os Beatles estavam tocando. A certa altura, o George começou a cantar uma música que eu nunca tinha ouvido, ou pelo menos no sonho, era uma música nova, para mim. E ela tinha começo, meio e fim, e até refrão. Na época fiquei pensando se ele tinha me escolhido pra mostrar ao mundo sua nova composição. Mas quando acordei, não conseguia lembrar da música.

    Não sei o que tem do outro lado, e não sei se os mortos fazem contato, mas posso afirmar com certeza que eu não conhecia a música do sonho.

    Spooky!

  2. Não.. A carta de George é muito forçada…
    Mas tem coisa aí que é bem possível…

  3. Essa carta do Harrison foi muito fake. Aliás, se você ler direito o que o Paul disse na época, ele não quis dizer que o George o ajudou. E sim que estava compondo como ele, estava se sentindo como ele. Fail pro cara que escreveu isso. hahahah
    Enfim, eu mesma já presenciei algo um tanto “mágico” com o George. É meio grandinho, e meu comentário já tá grande demais hahahah. Mas eu queria saber esses lances das conversas com o Lennon, pô!

  4. É, esse negócio do George é BEM nada a ver! Não acredito que, onde ele quer que ele esteja, ele tá tão puto com o Paul.

  5. Pô,o post nem tava grande. Prossiga!Estou curiosa pra sabe dos casos de Dakota Hall.
    bjs

  6. Realmente, o post não estava grande… Poderia ter escrito mais. o/

    Enfim… eu sou muito cética, então o máximo que eu fiz foi rir de algumas coisas… tipo a suposta carta do George Harrison. Fake Fail.

    Até onde chega a imaginação das pessoas… siauhoueihuaie

  7. Troco e-mails com o John e o George quase todos os dias, ainda agora a pouco estava falando com o John no MSN. Às vezes falo com o George pelo celular, mas ligações de celular para o Céu estão custando uma fortuna…

  8. com a carole lombard é tenso haha ela era mulher do cara do ‘e o vento levou’,a carta do george eu nao acredito muito não mas sei lá,essa parte de mensagens do john podem até ser verdade,a que mais me chocou foi a da cynthia.
    enfim,fala dos fantasmas do dakota por favor.

  9. não acredito que o George estaja ainda tão puto com o Paul, onde quer que ele esteja, e achei tudo meio forçado demais…

    mas essas conversas com o Lennon eu quero saber!!!!!!

  10. Tudo balela, babaquice e bobose…
    Desde a época dos faraós, a humanidade tenta acreditar que existe algo após a morte.É claro que existe: um belo banquete para os vermes. O espiritismo, assim como qualquer outra religião, é apenas uma maneira de um indivíduo tentar controlar a massa.

  11. Desculpe, people, essa carta não é do George, mesmo! Se alguém disse que recebeu essa mensagem dele, é uma farsa. Quem conhece um pouquinho que seja dos Beatles sabe que o George jamais se referiria ao Paul, à Yoko e aos próprios Beatles nesse tom de deboche. Ele já era espiritualizado aqui na Terra, imagine depois que chegou lá em cima. Não combina com ele de jeito nenhum. Pena a pessoa que diz ter psicografado dizer também ser sobrinho do respeitado e querido Chico Xavier.

  12. Quanta cretinice, todo espirita sabe que muitos espíritos zombeteiros aproveitam-se de médiuns orgulhosos e vaidosos; dizendo que são espíritos de famosos. E esses acabam acreditando. Mas nesses casos citados com certeza são charlatões que se aproveitam das pessoas famosas para atraírem a atenção. Nem mediunidade devem de ter. Aff.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s